domingo, abril 27, 2008

Obedece a la Morsa


Há um tempo vem circulando pela Internet um vídeo intitulado “Obedece a La Morsa”, onde aparece um travesti com um sério problema físico dançando. Até aí parece apenas mais um dos vídeos freak que fazem a alegria dos apreciadores de bizarrices (eu incluso). O interessante é que, como tema de fundo, há uma música aparentemente relacionada a rituais satânicos ou algum procedimento trevoso do gênero (eu disse APARENTEMENTE, talvez isso seja apenas uma música estranha à nossa cultura). É esse som de fundo que confere o caráter “assustador” da cena. Confira abaixo o vídeo:





Intrigado com tal estranheza do que havia visto, resolvi pesquisar a origem daquilo e quem era a pessoa que lá aparecia. Os comentários relacionados ao vídeo que se viam em fóruns pela Internet eram de que o vídeo era algo pavoroso, pessoas diziam ter ficado traumatizado após tê-lo visto, outros sequer tinham coragem de abri-lo. Nos vídeos relacionados, encontrei o vídeo “LA VERDADERA VERDAD DE OBEDECE A LA MORSA”. Após vê-lo, minha reação foi única: Rir. Rir muito! Resumidamente, a pessoa do vídeo supostamente faz parte de um grupo de transexuais adoradores do demônio, e a dança provavelmente é algum tipo de ritual. Mentira, tudo mentira. Medrosos de plantão, podem se acalmar, o Diabo não irá vir pegar vocês por ter visto o vídeo. Antes de continuar a falar sobre a “Morsa” gostaria de fazer um breve comentário: Puta que pariu! Por que colocam a culpa de tudo no pobre Diabo? O Tinhoso está lá sossegado em seu lar infernal mas sempre relacionam sua figura a qualquer coisa “sem explicação” que aparece. Um nome para isso? Preguiça Mental!
Voltando ao assunto, aqui está o vídeo da “verdadeira” (Ôôôô!) história do vídeo





Agora, sim, a verdade. O vídeo em questão se trata de uma cena do documentário “The Goddess Bunny”. Não sei de onde diabos surgiu a idéia do nome “Obedece a la Morsa” e nem o porquê da foto da morsa no final, provavelmente para criar, junto com uma música sombria, um clima assombroso. Nesse documentário é retratada a vida de Johnnie Baima. Nosso querido herói foi vítima de paralisia infantil ao nascer, e abusado em sua juventude, mas nada foi capaz de abalá-lo e o impedir de tornar Sandie Crisp, uma badalada drag queen da cena underground de Hollywood.



Logo a Senhora Crisp foi apelidada carinhosamente de “The Goddess Bunny”, em português, “A Garotinha Deusa”. Mais algumas fotos de nossa estrela:




O documentário pode ser visto AQUI



Ah, e para finalizar, quem quiser pode ser amiguinho da Bunny no MySpace! (Fake, mas engraçado)

0 vômitos:

Postar um comentário

 

Baphomet's Guts Copyright © 2008 D'Black by Ipiet's Blogger Template